Devô – “Eu de mim mesmo o amarei”

Como faz tempo que não escrevemos, eu gostaria de compartilhar um devocional maravilhoso que li hoje (22.10.17).

Retirei do livro “Dia a dia com Spurgeon” de Charles Haddon Spurgeon, conhecido como “príncipe dos pregadores”, ele foi um grande evangelista do século 19.

“… eu de mim mesmo os amarei…” Oseias 14:4

Esta frase é o corpo da divindade em miniatura. Aquele que entende seu significado pode ser considerado um teólogo, e aquele que consegue mergulhar em sua plenitude pode ser considerado um verdadeiro mestre em Israel. É uma condensação da gloriosa mensagem que nos foi entregue em Cristo Jesus, nosso Redentor. O sentido se encaixa no fato de que Ele amará de si mesmo e voluntariamente. Esta é a forma gloriosa, adequada e divina pela qual o amor fluir do céu para terra; um amor espontâneo fluindo para aqueles que não merecem, não compraram, nem buscaram. É, de fato, o único modo de Deus nos amar como somos. O texto é um golpe mortal em toda espécie de dignidade humana: “eu de mim mesmo os amarei”. Agora, se houvesse necessidade de qualquer tipo de dignidade em nós, Ele não nos amaria dele mesmo; seria, pelo menos, uma mitigação e um abatimento na voluntariedade deste amor. Mas permanece: “eu de mim mesmo os amarei”. Nós reclamamos: “senhor, meu coração é tão duro”. “Eu de mim mesmo amarei você”. “Mas não sinto a minha necessidade de Cristo como desejaria sentir”. “Eu não o amarei porque você sente sua necessidade, eu de mim mesmo o amarei”. “Mas eu não sinto a comoção de espírito que desejo”. Lembre-se que a comoção de espírito não é uma condição, pois não há condições.

Aliança da graça não tem incondicionalidade alguma, para que nós, sem dignidade alguma, possamos nos aventurar na promessa de Deus que foi feita nós em Cristo Jesus, quando Ele disse: “Quem nele crê não é julgado”. É abençoador saber que a graça de Deus é ilimitada para nós em todos os momentos, sem preparação, sem dignidade, sem dinheiro e sem preço! “Eu de mim mesmo os amarei”.

Estas palavras convidam apóstatas a retornar. De fato, o texto foi escrito especialmente para eles: “curarei a sua infidelidade, eu de mim mesmo os amarei”. Apóstata! Certamente a generosidade da promessa tocará seu coração e você retornará e buscará a face ferida de seu Pai.

Que você assim como eu, seja abençoado com esta mensagem.

Boa semana para nós.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s