#Devocional – A pecadora Daniela Araújo

Nos últimos dias o que mais tem se falado no "mundo gospel" é sobre o envolvimento da cantora Daniela Araújo (ex esposa do Leonardo Gonçalves) com as drogas.

Quando fiquei sabendo, a notícia realmente me machucou, mas devo confessar que minha primeira reação foi um certo julgamento. Acho que por ela ser famosa, compor e cantar músicas sobre Cristo e o cristianismo eu a coloquei (inconscientemente) em um patamar de espiritualidade acima dos "cristãos normais".

Ao parar pra pensar um pouco neste julgamento terrível acabei me entristecendo não só por ela mas também pela minha reação e a reação de milhares de fãs. Entre no YouTube e você lerá comentários ofensivos, maldosos e destruidores!

Esses dias eu estava em um posto e o frentista puxou assunto comigo, criticando o rapaz do carro ao lado por ter jogado um papel no chão. O engraçado é que segundos depois de falar, ele disfarçadamente cuspiu no chão o palito de dente que estava na boca. Isso retrata exatamente quem somos nós, condenamos o erro dos outros por ser aparentemente maior que nosso palito.

Em João 8:1-11 vemos essa mesma situação acontecendo. Jesus estava ensinando o povo quando de repente aparecem os mestres da lei e os fariseus, levando com eles uma mulher pega em adultério. Eles afirmavam que de acordo com a Lei de Moisés a mulher deveria ser apedrejada. Jesus então com sua tremenda sabedoria e inteligência responde: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela” (João 8:7). Então todos que estavam lá foram embora.

O mais interessante é perceber que aqueles que estavam acusando a mulher queriam apedreja-la, mas o verdadeiro intuito da situação era o de atacar Jesus. E assim é o caso atual, as pessoas que estão acusando a Daniela mal sabem que na verdade elas estão indo contra os ensinamentos de Jesus. Ao invés de acusar, nós deveríamos ser os primeiros a amar e cuidar, pois, mais que qualquer um, nós sabemos quão importante é o amor e o perdão de Deus nas nossas vidas.

Irmãos, Deus não nos ama pelo que somos ou pelo que fazemos, Ele nos ama porque Ele é Deus, porque Ele é o próprio amor! Sim, Ele nos ama apesar de nós! E é assim que deveríamos nos amar uns aos outros.

Pare um pouco agora para contar quantos amigos e irmãos fracos na fé saíram da igreja machucados e encontraram no mundo pessoas que souberam amar e cuidar deles melhor do que nós o fizemos. É triste perceber quão superficial é o cristianismo que vivemos, que tem misericórdia dos refugiados e dos pobres, mas não sabe amar quem está logo ao lado.

Nós definitivamente ainda não aprendemos a lidar com esse tipo de pecado, que é tão podre quanto qualquer outro que cometemos.

“Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram.” (Romanos 12:15).

Precisamos parar de nos alegrar pelos que choram! Invista seu tempo orando pelo arrependimento e a vida da Daniela Araújo.

Gabriel Takiguti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s